Quantos filhos vcs querem?

péAntes mesmo da Milena nascer já escutamos essa pergunta. Difícil de responder…eu sempre pensei em 2. O Enrico pensava em 3. Mas eu dizia que ia me decidir depois do parto, pra ver se tudo ia dar certo e como ia ser.

Agora, depois do primeiro mês da Milena, só posso dizer: 1 só tá bom!! =D O Enrico concorda ou reduziu o número pra 2 no máximo. Eu sei, no momento é impossível pensar sobre o assunto. E todo mundo falou que daqui a 1 ano a gente vai pensar bem diferente. Não duvido nada. Mas no momento é realmente tudo meio surreal.

Tenho que deixar registrado essa nossa fase. Porque agora eu fico admirada com as pessoas com mais de 1 filho…como elas conseguem?? São masoquistas? Tem memória curta?? 2 filhos pequenos aqui na Alemanha então?! D-O-I-D-A-S varridas!

Não que eu me arrependa de nada, faria tudo de novo. Mas que dá trabalho, dá! As noites mal dormidas, as preocupações, a falta de constância…claro que tudo é relevado cada vez que a gente olha o rostinho dela. Mas a minha memória é boa demais pra esquecer todo o trabalho e a dor.

Já falei pro Enrico, que SE eu algum dia pensar de novo em ter filhos, será só no Brasil. Onde a maldita anestesia deve funcionar na hora do parto e onde eu posso contar com uma funcionária pra fazer os trabalhos domésticos e talvez uma babá pra me ajudar com a Milena. Porque agora a minha concentração é toda pra ela, mas imagina se tivesse uma outra criança também querendo minha atenção e já tendo uma rotina toda de creche ou cursos?? Sou doida não! =)

Bom, daqui a 1 ano eu escrevo um outro post respondendo essa pergunta de novo. E se eu estiver pensando em ter um outro filho aqui na Alemanha, por favor, me internem!

Share this Story

30 Comments

  1. sofia

    October 18, 2011 at 14:28

    Olá
    Aqui está uma típica mãe cheia de sono, né?? Pode ser dificil mesmo mas é maravilhoso não podes negar :)
    Eu sei que o inicio é muito dificil… as noites sem dormir acabam com qualquer um. Mas eu quero sim ter outro filho e é mesmo aqui na Alemanha :)

    O que há de tão mau em ter outro filho aqui? É mesmo muito diferente que no Brasil?
    Ultimo post: E porque não desejar, hoje mesmo, uma FELIZ VIDA??!!

    Mi respondido em October 20th, 2011 13:53:

    Oi Sofia,

    olha, eu não posso reclamar de sono! =) A Milena dorme bastante a noite e só acorda pra mamar e cai no sono logo depois. Consigo dormir até as 10h. ;) Claro que o cansaço é grande, até pq tava acostumada a dormir 10h seguidas mesmo hehe Mas sei que tenho que me considerar uma mamae de sorte.

    E ter um filho aqui na Alemanha é realmente bem diferente do que no Brasil. Fora a família e apoio de uma empregada/baba, o parto é normalmente cesarea, que é super bem feita. No hospital vc tem seu quarto e todo o conforto, que aqui as vezes vc nao tem (claro que eu falo isso pra quem tem um plano de saúde privado no Brasil). Eles prestam atenção na estética e geralmente nao tem sofrimento que nem aqui, que as vezes as mulheres passam o dia todo com contracoes, pra no final ser uma cesarea de emergência. E bom, depois como eu falei, vc tem todo um apoio logístico mesmo pra cuidar do neném, sem ter que se preocupar com os afazeres domésticos. ;)

    Aqui tudo recai sobre os ombros dos pais. O que nao é tao errado, mas eu percebi que por exemplo, depois da cesarea, eu nao podia fazer mil coisas na casa. Mal podia carregar a bebê no Maxi Cosi =/ Entao é bem sofrido mesmo. Acho que é por isso que fiquei tao “traumatizada” hehe Mas como falei…não sei como estarei pensando daqui a 1 ano. Vamos ver. bjs!

    sofia respondido em October 20th, 2011 14:02:

    A falta da família é realmente dificil.
    Aqui em Munique deve ser bem diferente que em Heidelberg onde eu tive o Leo. Não sei como é na hora das contrações pois eu tive problemas e o Leo nasceu prematuro e de cesariana. Mas quando sai do hospital me deram a opção de ter ajuda em casa,uma hebamme e uma putzfrau para os primeiros 15 dias fazer as tarefas da casa por mim. Foi óptimo pois realmente uma cesariana demora para a gente voltar a poder pegar pesos e fazer as coisas sem ter dor.
    A Hebamme todas as mães têm direito mas a putzfrau é só para quem fez cesariana ou teve outro problema no parto que a impossibilita de fazer as tarefas.

    beijo
    Ultimo post: Montessori e os brinquedos feitos em casa

  2. Liza

    October 18, 2011 at 14:48

    VIu o que eu passo, Mi? Tem dias que penso que eu tava maluca quando decidi ficar grávida de novo. E olha, tem gente que pensa que quando o filho cresce dá menos trabalho, dá nao. Eu to me desdobrando pra dar conta de levar pra escolinha, psico-pedagoga, médico, casa de amiguinho e ainda to procurando escola de música. E chegar em qualquer termin na hora certa, é quase impossivel com dois filhos. Supermercado, entao! Dá vontade chorar! Momento de descanso? Um querendo colo, o outro querendo construir uma torre de lego, um querendo mamar, outro pedindo pra voce fazer bolo. Uma loucura! E o pior é que por melhor que a memória da gente seja boa, a verdade é que a gente esquece tudinho depois. hahahahahahaha
    Beijos e forca!
    Ultimo post: Incomparável, irresistível, sem limites…

    Mi respondido em October 20th, 2011 13:56:

    Menina, eu sei!! Eu já nao consigo marcar uma Termin com a Milena…imagina se eu tivesse ainda outro filho pra cuidar! Tiro o chapeu pra vcs! =)

    Acredita que até hj nao consigo ir ao mercado?? Por causa da cesarea nao da pra simplesmente sair carregando a Milena + Maxi Cosi por ai =/ Um saco! Agora depois do mês, to começando a fazer as coisas mais normalmente, pq nao tem como ficar de molho por mais tempo.

    Sera que esqueço todo o trabalho mesmo?! haha Vou dar tempo ao tempo. Beijos!

  3. Paula

    October 18, 2011 at 17:22

    Posso te contar um segredo?? Desde que me tornei mae me faco essas perguntas!! Nao sei como podem ter mais filhos e dar conta. Eu tenho certeza que nao quero mais por enquanto, talvez qndo o Samuel tiver bem independente eu sinta falta mas agora nem pensar!! E qdo sobra tempo pra eu fazer alguma coisa que eu quero?: nunca e com dois entao nunca jamais…..concordo com vc mi….curte a milena e quando vc tiver vontade de ter o 2o vem ler esse post hahahahaBeijos
    Ultimo post: E quem não adora viajar???

    Mi respondido em October 20th, 2011 13:58:

    haha pois é! Por isso escrevi..pra depois vir aqui e ler, caso minha memória realmente falhe! =D Acredito que depois de um tempo, de vontade mesmo de ter um segundo. Mas ai eu penso: começar tudo de novo?? Pq quando a criança finalmente fica mais independente, você pode voltar a fazer coisas normais, do tipo: ir ao cinema! ;) Mas com um bebê, são mais anos que você passa limitada. Bjs!

  4. Marcela

    October 18, 2011 at 19:15

    Entendeu porque eu esperei quase 6 anos pra tomar coragem de novo? No primeiro ano e ainda por muito tempo eu dizia exatamente isso aí que vc escreveu :) Mas uma coisa eu sempre soube, não queria filhos com idades próximas por causa do trabalhão que dá. Agora a Juju já está maior, ajuda muito e faz as coisas dela praticamente sozinha, vestir, comer, se vira e não precisa tanto de mim nesse sentido. Claro que continua dando trabalho, de outro tipo, tem escola, compromissos, fica doente… mas eu só penso que daqui a uns 3 anos eu volto a dormir e a ter mais tempo pra mim, é só uma fase. Bjs
    Ultimo post: E ainda com emoção

  5. Ingrid

    October 18, 2011 at 19:45

    Daqui a 1 ano eu volto pra perguntar viu! ;)
    E quem sabe vc já nao diz “é… talvez em alguns anos”
    A minha sogra já falou que preciso ter uma menininha, já pensou! esse nem saiu ainda e já estao pensando em outro!
    Eu já avisei que primeiro quero ver como é o trauma do parto e o primeiro ano e assim posso decidir.

  6. Camila Pagno

    October 18, 2011 at 21:20

    eu nao queria ter filhos, tive o meu e nao queria ter mais, e agora, depois de um ano e 4 meses, comecei a pensar em ter outro :-) Vc começa a sentir falta de um bebezinho pois o teu bebê começa a crescer, ficar independente… Aí vc começa a pensar, como será a vida do seu filho sem ter um irmão? Acho super importante ter um irmão pra poder contar, uma outra referência, ter sobrinhos… Mas penso em toda a entrega, os primeiros anos, e daí já penso em adiar! Por enquanto moro no Brasil, conto com a ajuda da minha mae pra tudo! Ela foi um anjo mas quando eu tiver ai, a figura vai mudar ne? Ainda mais que creche pra criança antes de tres anos achar aonde? =/ E eu nao consigo ficar sem trabalhar por quatro anos! Ou tenho que aprender a achar um meio termo!!! Loucura total!!! Mas pode ter certeza que com o decorrer do tempo as ideias amadurecem, eu pelo menos, nooooooossa, mudei MUITO, minha maneira de pensar e ver as coisas depois desses dois anos e pouco (entre gravidez e tudo) de ser mae! Beijao e curte bastante!

    Mi respondido em October 20th, 2011 14:03:

    Pois é, eu tb fico com pena da Milena nao ter irmãos. Acho tao importante. Mas quem sabe daqui a alguns anos eu nao penso diferente?! Se bem que como vc disse, é uma entrega completa nos primeiros anos.
    Ah, mas aqui você nao precisa esperar até a criança ter 3 anos…tem o Kinderkrippe que é para os bebês e crianças até a idade de entrar no Kindergarten ;) é a creche. Eu nao quero passar tanto tempo em casa nao! =) Eu curti o período e to curtindo agora, mas nao conseguiria passar minha vida toda assim.
    Bjs!

  7. Flavia

    October 18, 2011 at 21:55

    ha, ha, ha, eu concordo e mesmo hoje com a Victoria com 4 anos a hora que penso na trabalheira toda mudo de idea, mas, mesmo sabendo de tudo isso… tenho que falar, nao eh bem que a memoria eh curta, eh que a gente decide escolher o que quer lembrar. Eu passei por poucas e boas com minha gravidez e logo que a Victoria nasceu por motivos pessoais de saude, mas toda a trabalheira de um nenem. Mesmo assim, me pego varias e varias vezes me convencendo de que ia ser uma boa idea ter mais um ha, ha, ha.

    O Paul me perguntou outro dia: “Vc jah se esqueceu que o medico disse que se vc engravidasse novamente vc correria risco de vida?” e a minha resposta foi: “Nao, mas talvez eu engravide e fique tudo bem” :-) Coisas que ninguem entende, acho que homem nao entende tbem nao, rs.

    bjs e espero que a trabalheira passe logo, por que sempre me diziam que ia melhorar e eu nao acreditava, mas melhora e muito!!!

    Mi respondido em October 20th, 2011 14:06:

    é realmente dificil de entender ne?! O Enrico tb se traumatizou com o parto. Acho que até mais do que eu =D E se eu realmente quiser um outro filho aqui na Alemanha, sei que vou ter que passar por tudo de novo: cesarea com anestesia geral. =/ Por isso que falei que só teria no Brasil, pq lá ainda tenho a chance de ter uma cesarea normal.

    Engraçado que a metade das maes fala que tudo melhora com o tempo, e a outra metade fala que os problemas só crescem, junto com a criança! haha Por enquanto, a cada dia que passa, eu acho que ta melhorando. Espero que continue assim! =) bjs!

  8. Celi

    October 18, 2011 at 22:33

    Bom tudo bem que você me chamou de doida… Entendo perfeitamente!!! rs rs rs
    Mi pense que será uma fase. Hoje você está pensando assim, como você mesma disse… escreveu… mas logo você pensará diferente! Depois conta pra mim.
    Mas entendo você perfeitamente e é por isso que quero pedir para fazer referência a esse post seu… Posso? Estou finalizando um post que falarei justamente sobre isso. Sobre ter mais de 1, 2… e agora 3. Aguardo retorno.
    Um beijo grande e força…
    Ultimo post: Alegria de mãe

  9. Julie

    October 18, 2011 at 23:09

    Ai Mi, tá aí uma pergunta difícil… quantos filhos? Por enquanto não tenho nenhum sonho em ter um meu e adotar uma criança (coisa que desde pequena eu queria). E eu sei o trabalho que dá acredite. Crescer com dois irmãos sendo a mais velha não foi nada fácil. Tem uma pessoa aqui do trabalho que está com dois pequenos em Amsterdã (um recém nascido e a outra com 4, eu acho) e ela sempre fala que a vida dela mudou completamente… Então, eu não sei, cada fase é uma fase. Minha psicóloga sempre diz que a gente segue em frente mas não pode deixar completamente pra trás os sentimentos que mexeram com a gente, especialmente se a gente quer ou não quer senti-los de novo! Vc registrou no blog! Agora é cuidar da Milena! Estou doida pra ver vocês quando vierem pro Brasil!
    beijos
    Julie
    Ultimo post: Look do dia: Colação da Maninha

  10. Dri Campos

    October 18, 2011 at 23:48

    UMA FILHA, é tuuuuuudo pra mim! DUAS ?aqui na Suiça? só se eu ganhasse na loteria e olhe lá!

    bjs
    Ultimo post: Photo

  11. Georgia Aegerter

    October 19, 2011 at 07:39

    Ai meu Pai, que eu te entendo. Depois que tive o Daniel, fiquei tao escaldada e apavaorada com filho que nao queria um segundo de jeito nenhum. Ele só passou a dormir à noite depois dos 8 meses. Teve muita cólica e mamava a cada 2 horas. No final do 4° mês pedi ao médico o nome de algum leite para dar para ele porque já nao agüentava mais. Arrumar a casa que tem 170 m quadrados isso era um luxo. Sem funcionária e marido que na época viajava toda semana para algum lugar. Foi a pior fase da minha vida e como vc escreveu a única coisa que suavizava era qdo eu olhava a carinha dele feliz.
    Depois de 5 anos foi que a Vivi nasceu.

    Dê tempo ao tempo. Ele se encarregará de todas as coisas.

    Um bjao
    Ultimo post: Um exemplo de escola no Brasil Leitura na escola

    Mi respondido em October 20th, 2011 14:10:

    Nossa Georgia, que barra que você segurou com o Daniel! Ainda mais tendo que cuidar de tudo praticamente sozinha. Aqui eu ainda tive a ajuda do Enrico nas primeiras semanas, o que foi essencial por causa da cesárea, mas agora somos só nós 2 aqui em casa =) Se bem que as vezes é até melhor, pq com o pai ela fica mimada haha

    Realmente acho que o tempo faz a gente esquecer de varias coisas e pensar diferente. bjs!

  12. arlete

    October 19, 2011 at 10:52

    Pois é. E eu que fui ser mae so aos 37 anos. Também pensei que um só bastava. Mas com 40 anos, foi dando um comixaozinho, uma vontade de ter mais um. Consegui naturalmente aos 42 e o fofo chegou aos 43, com uma costela quebrada. Nessa idade, tudo fica mais dificil, corpo cansa mais rapido, cabeça não coopera. Pensar que a maturidade traz mais paciencia, pra mim não. É ainda mais difícil aqui, sem família pra dar uma folga pra gente poder se recompor. E agora chega o frio e levar a mais velha pra escola e pras atividades da tarde e ter que tirar o pequeno da cama para fazê-lo corta o coração. E aí eles ficam doentes e a coisa fica pior. Mas não me vejo sem eles, até tento pensar em como minha vida seria se não tivesse filhos, mas fica um buracão. Eu me peguei pensando que quando eles forem (ligeiramente) auto-suficientes eu já vou estar com uns 60 e com menos pique ainda pra cair na gandaia, viajar sem tanta parafernália e preparação. Mas vamos vivendo um dia apos o outro e vamos ver no que dá.
    Mikelli, eu queria tanto ler seus posts privados sobre a sua experiencia com a maternidade, mas eu não tenho a senha :( Libera ai, vai?
    Ultimo post: Festão é tudo em Bonn

  13. Márcia

    October 19, 2011 at 13:05

    Oi Mi,
    Tô sumida daqui, tanta coisa aconteceu… Sua Bebezinha nasceu, vi a foto com o rostinho dela, que lindaaaaa!
    Olha, eu ainda não sou mãe mas imagino o trabalhão que dá. Passei uns dias com minha irmã no Brasil e fiquei cercando minha sobrinha de 7 meses pra lá e pra cá. No final do dia eu estava bem cansada. Minha irmã, nem se fale. E olha que ela tem empregada e uma enfermeira que dorme de segunda a sexta. Estou curiosa com sua resposta daqui a um ano…
    Neste interim, curta bastante a Milena!
    Felicidaes
    Márcia
    Ultimo post: Um oásis de camomilas ~ An oasis of chamomiles

  14. celia

    October 19, 2011 at 18:44

    Amiga, com certeza vc vai pensar diferente daqui algum tempo. Acredito que muita gente fica traumatizada com as dores do parto. Eu na verdade tenho uma filha mas nao passei por esse processo. Ela veio do coracao e nao da barriga. Curte bem sua menina pois vale a pena cada minuto na companhia dela. Bj
    Ultimo post: KANELBULLER – PAO COM CANELA/ACUCAR

  15. Anna

    October 20, 2011 at 00:54

    Eu morro de medo (por falta de palavra melhor) de ter o um filho, que dira’ pensar em multiplos!

  16. Vivi

    October 20, 2011 at 02:13

    Li todos os comentários, pq acho impt ouvir quem já passou por isso :)
    Amiga na boa, eu não sei- rsrsrsr Ando pensando tanto nessa coisa de ficar grávida, daqui a pouco tô velha pra isso, quero ser mãe e não avó, perder minha privacidade, perder meus momentos só eu e Love, perder noites de sono por anos ou pra sempre, ter que viajar com mil tralhas nas costas…essas coisas todas, mas tbm vem na cabeça que criança é tudo de bom, que eles crescem , existe vida SIM após um, dois ou mais babies(vide minha mamy), que viajar vai ser mais que uma aventura – rs, que vou aprender tanto com esse ser tão pequeno, que vai ter vestinha com doces maravilhosos todos os anos – rsrsrs…e outras coisas. Amiga falei muito e coisas meio doidas, mas vi esse seu post e decidi compartilhar, me fez bem :)
    Bjokas na Mi 2 e nos papitos dela :)
    Ultimo post: Inverno no RJ

    Mi respondido em October 20th, 2011 14:24:

    Pois é Vivi, acho que ter filhos é um tema contraditorio mesmo. São tantas privações que a gente passa e ao mesmo tempo, tantas alegrias que a gente ganha. Sei que o começo é a pior parte e fico feliz com cada dia que passa. Ao mesmo tempo que fico pensando “pq diabos eu fui engravidar agora?”, quase tive um infarte de tanta alegria ontem ao ver o primeiro sorriso dela pra mim! Foi algo mágico que me fez derreter totalmente haha Então, acho que não tem hora certa nem quantidade certa pra ter filhos…quando eles vêm, é a hora. E por mais que seja difícil, nao tem como se arrepender. ;) bjs!

    Vivi respondido em October 20th, 2011 22:14:

    Que lindo a Milena sorriu pra vc :) So cute!!! Amiga to louca pra ver uma fotinha dela com vc, depois me manda :)
    Obrigada pelo carinho da resposta, eu realmente ando naquele esquema : “Quero muito” e ás vezes “Não, fala sério!” rsrsrsr, mas confesso que tô mais inclinada para “Quero” – rsrsrsrs
    Sinto que vc tá realmente feliz com a Mi e ela realmente veio no momento certo, quando tinha que vir :)
    Parabéns mais uma vez amiga ;)
    Ultimo post: Inverno no RJ

  17. Clarinha

    October 20, 2011 at 08:27

    Nossa, eu penso exatamente a mesma coisa e olha que o meu já tem 1 ano e 4 meses e eu tenho uma pessoa em casa que ajuda MUITO. Ou seja, acho que não, hahahahah. Pelo menos por um bom tempo. O problema é que, quando a gente volta a dormir e ter mais tempo livre, tipo daqui a uns dois anos, heheheh, aí a gente pensa que é fácil e tem outro. Será?
    Ultimo post: João contando

  18. Nina

    October 20, 2011 at 22:01

    Putz, eu vim aqui ontem e nao consegui comentar, acabei clicando no lugar errado e escrevi foi um post la no meu proprio blog, por aqui,que maluco isso!
    So passei pra dizer que achei mt legal esse teu cantinho,nos pst que li, vc mostrava as diferencas nos cuidados com o bebe aqui e no Brasil. Gostei mt!
    bjs
    Ultimo post: A beleza do outono

  19. Maíra

    October 21, 2011 at 16:11

    Oi Mi, ter filhos é complicado por todas as privações, trabalheira… Apesar das imensas alegrias também, mas sempre achei que na Europa a coisa é mais difícil, não temos quem nos ajude (empregada, babá, família por perto) e isso pesa muito.

    Sempre pensei em ter dois, para que um não se sentisse tão sozinho, mas também enquanto estive por aí não pensei muito no assunto, me dava um medão de um, imagina mais de um! Mas não se preocupa, também sempre vejo as mães por aí darem conta e fazerem tudo direitinho. Penso que com o tempo você vai pegando o jeito e vai tirar tudo de letra ;)

    Bjo grande!
    Ultimo post: Mexe e remexe

  20. Milena F.

    October 23, 2011 at 10:13

    Adorei a sua reflexão… Eu fico aqui batendo a cabeça pensando em quando estarei pronta para o primeiro! Que medão! Talvez se ainda morasse no Brasil, perto da família fosse diferente, mas aqui sozinha acho tão complicado!!!
    Tem uma humorista francesa que fez seu show sobre o tema da maternidade… Ela fala em um complô entre as mães para nos fazerem acreditar que tudo é maravilhoso na maternidade, mas ela fala de forma bem engraçada de todos os momentos difíceis, desde a gravidez até a criaçéao dos filhos!!! Acho que nunca passarei do primeiro não!!!
    Bjs
    Ultimo post: Teatro e Tietagem

  21. Ingrid Gomes

    October 24, 2011 at 19:40

    Nossa, quanto tempo não passo por aqui!

    Bom, eu tive um, ele agora tem quase quinze meses e eu confesso que não sinto a MINIMA vontade de ter outro, o namorido fala em mais um daqui uns quatro anos, mas não sei não, com o passar do tempo vejo que ele inclusive já tá desencanando.
    Filho demanda mais que tempo, se fosse só tempo e boa vontade ainda vá, mas precisa de estrutura, e uma boa estrutura custa dinheiro, não cai do céu assim facilmente, por mais que moremos em um pais com muita ajuda, isso e aquilo, ainda é preciso trabalhar pra ter grana, um filho eu sei que poderei dar do bom e do melhor sempre, já dois fica só com o BOM, três eu não saberia oque fazer, por isso se acontecer de vim o segundo, já vou aproveitar o embalo pra fechar a fábrica.hahahah

    beijocas e boa sorte ai.
    Ultimo post: Eu Recomendo – Artigos de Segunda Mão

Mais do mesmo

Michelle, carioca, peruana, já meio alemã, não bate bem, fala o que pensa, cientista politica, geminiana, mandona, indecisa, pontual, complicada e nem um pouco perfeitinha, criticona, sarcástica, mimada e gente boa (pelo menos dizem por ai).

Mamãe de 2 (uau..já?!) , mas mesmo assim desprovida de instinto materno. Vivendo e aprendendo.

Tags

Munique

München
Céu quase limpo
Céu quase limpo
13°C
Temp. sentida: 14°C
Humidade: 36%
Vel. vento: 0 km/h E
Por do sol: 20:11
Previsão April 21, 2019
Dia
Muito sol
Muito sol
22°C
Previsão April 22, 2019
Dia
Céu por vezes nublado
Céu por vezes nublado
22°C
Previsão April 23, 2019
Dia
Céu por vezes nublado
Céu por vezes nublado
22°C